Seguidores

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Beijo de Tempestade


Beijo de Tempestade

Oh, lume, que na versão de ouro espreita.
No silencio da noite azul da doce colheita,
Um amor fez estória em porta selada
Reviveu a festa que nasceu na alvorada.

Oh, lume, que traz nas mãos o clamor...
Nos abraços a corrente do desejo viajor,
Não  esqueça as linhas que enfeitam a cintura
Em tua morada prende-me na envergadura.

A tua mão toca a palavra carmim viva calada...
Percebe a sensação solta na voz aveludada,
Não deixe a lágrima no ventre da agonia.

Lembre das chuvas que acordam a saudade...
No teu verbo deixei um beijo de tempestade,
Lavei alma no abraço da tua luz que me assedia.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Tradução do Poeta Juan Olivas

a quem agradeço de coração;
com sua maravilhosa sensibilidade
une nossos idiomas irmãos neste rico trabalho.

Beso de Tempestad


Oh, lumbre, que en la versión de oro acecha.
En el silencio de la noche azul de la dulce cosecha,
Un amor hizo historia en puerta sellada
Revivió la fiesta que nació en la alborada.

Oh, lumbre, que trae en las manos el clamor...
En los abrazos la corriente del antojo viajero
No olvide las líneas que adornan la cintura
En tu morada me prende en la envergadura.

Tu mano toca la palabra carmesí viva callada...
Percibe la sensación suelta en la voz aveludada,
No deje la lágrima en el vientre de la agonía.

Acuerde de las lluvias que despiertan la añoranza...
En tu verbo dejé un beso de tempestad,
Lavé alma en el abrazo de tu luz que me asedia.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Perdição


Perdição

As mãos voam como o vento
Queria pintar flores de urzes ao relento
Mover na parede os raios das luzes.
Queria flores cerejeiras coloridas
Como as alegres margaridas
Em saudação ao sol, ao novo dia.
Queria ver a neblina da serra
Ao tocar um fio azul na terra.



Eu sou como algodão doce
Colada na palavra agridoce.
Eu sou a sala no ar,
Um vitral de rosa no teu radar
Tenho abraços e dedos de emoção
Pintados na tela da ilusão.
Tenho bolhas de sabão na inspiração,
No abstrato voam alto buscando o luar.



Ele é a inspiração mais linda da verdade,
Cai na alma patinando felicidade
Ele é voz que me faz sorrir,
O sorriso que abraça ao insistir
É o romantismo que me fascina,
A promessa dourada da alquimia
Transforma-me em beijo, em tuas mãos
És noturnal em espiral ,tu Poeta da perdição.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®






segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Sonho

Sonho

O sonho invade o pensamento,
Pega carona na tempestade da emoção
Devasta a realidade, aporta na inspiração...
Inesperado é o amor no arrebatamento.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





domingo, 5 de fevereiro de 2012

Entrevista no Blog Poetas de Marte


 
Queridos Amigos e Leitores

Cristiano Marcell  escritor , colunista haijin presentiou-me com um convite
 para uma entrevista no blog Poetas de Marte onde ele tem
uma coluna semanal - Haicais de Domingo.

Na entrevista falo do meu eu poético  e sobre o meu caminho nos haikais,
 .
Convido os visitantes e amigos seguidores  para uma visita no
espaço de Cristiano Marcell junto a ao fantástico blog Poetas de Marte!

Cristiano Marcell