Seguidores

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Acorda as sentinelas...



Acorda as sentinelas...


Te amei como o sol aquece a terra
Te amei como a lua na noite descortina
Como alegria dos pássaros ao raiar o dia
Como as rosas reinando na primavera.


Te amei como nos romances
Que  mergulhando nas linhas elegi
 Aqueles romances que chorei e reli
Te amei em metáforas indo ao teu alcance.


Que caminho faz o amor em verdade?
Sem fim a correr no mundo até a exaustão
Buscando a infinitude, no tempo a eternidade.


Que caminho faz o amor nas estrelas?
O céu faz poesia mirando a constelação
A luz irradia nos versos.  Acorda as sentinelas...



Marli Franco

Direitos Autorais Reservados®


domingo, 10 de julho de 2016

A Flama Inspira


A Flama Inspira

Areia branca olha o mar na espera
Sensações que o intimo venera
Mareia ao som das ondas arrebata
De tantos dias a saudade magenta.

Avisa o calor que toca na espuma
A nudez das sensações soltas na bruma
Que vem o maroto água azulo do mar
Pecados profundos no areia cantar.

O vento fez o tempo correr emoção
O mar encantou a areia em comoção
A hora parou quando a poesia sorriu.

As estrelas olharam as mãos no porto
Da palavra deixando navegar vento solto
A flama conspira em mim o verso explodiu!

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Poesia é Vital


Poesia é  Vital.

Poesia me leva nas ondas da tua energia
 Quero voltar a imaginar a vida que cria
Sem bagagem sem hora para voltar
Na lida fico à espera da fuga azular.

Quero deitar nos teus sonhos
Pois os meus se esconderam nas catedrais
 E olhar as estrelas até não poder mais.
Os sonhos se perderam nos temporais
 Nem sob os raios esqueci tuas asas vitais.

Poesia  quero lembrar o inicio
O tempo das rimas o frio do estio
O verso que me deu a mão
A luz que me abraçou o coração.

  Sem Poesia nada sou.
 Sem   Poesia o nada
 Não é azul da cor do mar.


Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®




sábado, 12 de março de 2016

Especial Desejo





Especial Desejo


Com as mãos de pétalas elejo
Ao universo um especial desejo
Carregar um beijo no longe mar
No coração de um Poeta acalentar.

Um desejo   necessita de alquimia
A brisa do mar tal qual caligrafia
As estrelas e o luar para Orfeu cantar
E o Poeta de coração sentir e sonhar.

Quem manda o beijo precisa preparar
Vestir o manto rosa do amor ao versejar
Nos lábios o sabor da   quimera   introduz.

Então   o universo   veículo atemporal
O beijo encantado   entrega como   temporal
No centro da bela   alma   do esteta   reluz.


Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®



terça-feira, 8 de março de 2016

Dia da Mulher





Trabalho do  artísta  Rafael Ignacio
  em homenagem ao Dia da Mulher

Acervo no endereço :

https://www.facebook.com/rafaelimafite/?fref=ts




segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

II Segundo Ato



II Segundo Ato

Abrem-se as cortinas escandalosamente
O vento rajadas de versos eloquentes
No quarto adentra mensageiro do ar
E sendo ar, envolve as letras cor âmbar.

O sol nada espera clareando a janela
Em parceria com o vento insinua a bela
Liberta o calor na atmosfera aquece
A colcha, a flama, a alma que enriquece.

No quarto o silêncio da joia alojada
 As pérolas perfeitas tão encantadas
Revelam-se ...A alma do vento e do sol.

A cortina no ato ainda dança festiva
Diáfana em ti desliza, as rimas da diva
A Poesia a luz, o encanto, o farol !

Marli Franco

Direitos Autorais Reservados®






Adega Íntima




Adega Íntima


O tempo passou na volúpia do descaso
O acaso que escorreu no cálice da vida
Na partida os lábios com o doce paladar
Amar sem segurar a haste prometida.


Olhei de frente para o cálice e o vinho
O caminho rubi diluído se movendo
Lembrando ali o líquido efeito do amor
O vigor até onde foi evaporado na dor.



Analisei como um enólogo este passado
Decantado vinho na adega já perfeito
Eleito e reverenciado em longos tempos.


 Guardei toda vastidão de saudades
Vontades de uma atenta sommelier
Voyeur na adega liberta da recordação.

O amor e sua videira, uvas delicadas
Abnegada na aliança da parreira viva.
Missiva dos sonhos que vinhos fecundos!

Marli Franco

Direitos Autorais Reservados®






terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Contigo dancei ...


Contigo dancei...


Hoje dancei com você, mirava...
Como a muito não dançava
Com um desejo sedento
Na brevidade de um vento
Dancei com você um momento...

Uma dança de nós dois apenas
Com nosso romance rolando penas
Nos braços da música ousava
Se me olhava, se eu te olhava?
Não sei.... Eu e você apenas senti
 Dançando, embalando prossegui
Na brevidade do tempo te segui...

Não vi quando a música acabou
Nem tão pouco se você notou...
O que sei é que com você dancei
E o seu amor comigo guardei
 Que uma vez mais contigo dancei...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®




domingo, 24 de janeiro de 2016

Alma


Alma


Nas águas da alma tão eterna
A vibração evoca  paz que aderna
Enquanto no ralo escoa a sombra
Estende-se um suspiro na alfombra.

Nas águas da alma a paz impera
A solidão benfazeja sorri na aura
Deixa -se levar o tempo temeroso
Relaxa em movimento perigoso.

O cotidiano na alma é tempestade
Chuva ácida reagindo a vivacidade
A impávida lição se rende silenciosa.

Então condiz na alma a sua vontade
Reinando poderosa na eternidade
A existência  que aprimora graciosa.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®