Escrita do Fogo



A alma sabe ler o avesso do verso, expurga tal qual uma devota
Como os ventos sabem onde nasce antes mesmo de fazer sua rota
Como as mãos sabem a hora de ter que iniciar a escrita do fogo
O coração desvairado olha o delírio ardente que palpita no jogo.

A alma sabe ler o luar, as estrelas, sabe emergir na voz do vento
Romper as grades e voar entre o céu e a terra no sentimento
Quebrar a quietude para voar na capsula da solitude  e sentir
A caricia suprema da alma do outro deslizando no seu intuir.

O feitiço queima o corpo como um vulcão em erupção
Nada se compara ao elixir da viagem noturnal da comoção
Só a experiencia das mãos vagueando na luz no céu de mel...

Não há como expandir sem o fogo do amor na noite do coração
A chama perpétua da escrita desmanchando nas linhas espalma
O sutil olhar sabe captar o desejo na palma que só fala da alma...


Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®


Comentários

  1. Linda poesia, Marli.lindas e profundas imagens!! Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.

Postagens mais Visitadas

O céu é de algodão doce.

Aves Místicas I - A Caçada

Sutil Feitiço

O Espantalho

Um perfume de lavanda e um sorriso glacê

Mãos e Pés Azuis