Seguidores

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Beijo de Espuma




Beijo de Espuma

Mar és tu que me envolves a inspirar
Da aurora cobrindo de desejos a imaginar
De noite desvendando a lua na madrugada
Deixando-me molhada em tuas braçadas.

                 Mar és tu que me carregas ao impossível
Arrebata-me na tua onda de vontade visível
Vestindo meu corpo com teu sal que perfuma
Tornando-me tua em cada beijo de espuma.

Quando as tuas águas deslizam em minhas pernas
Sinto a vida palpitar e meu ventre de letras renascer
A paixão visceral com teu verbo vem me ascender.

Na viagem até as tuas profundezas me desgovernas
Quando me trazes de volta para areia, leve e refeita.
Ainda sinto a magia do paraíso do mar que me deleitas.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®






segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Sereia e o Mar



Sereia e  Mar

Em ti pensei como sendo o azul do mar
Olhei na areia senti o teu calor no ar
A tua espuma veio de mansinho me beijar
Despi-me e nas tuas ondas entrei para ficar.

Nas altas ondas e no teu querer me transmutei
Para ti sereia nas profundezas me transformei
Cauda de letras e a boca rubi assim fui agarrada
Busquei teus braços e para o fundo fui carregada.

Senti o gosto visceral, o sal da tua energia.
Queimei de paixão no vulcão da tua agonia
Via as estrelas além das nuvens passeantes
Senti que contigo nas águas viver é alucinante.

No teu mundo lírico, mar de amor e encantamento
            Sou sereia de poesia, a ti com letras em sentimento.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®



sábado, 7 de fevereiro de 2015

O Mar






O Mar

O mar azulado é maestro no concerto das ondas
As lembranças são folhas de outono redondas
O som das ondas bate no coração com palma
A voz da lembrança estilhaça sonhos na alma.

O mar envolve segredos de amor na espuma
O desejo impresso nas estrelas fascina e perfuma
A ilusão evapora é água no solo, o tempo candeia.
A espuma se desfaz em carícias na sedução da areia.

O mar se enfeitiça com a lua e faz óperas de ardor
Deixa as ilusões singrando partituras do grande amor
Misterioso se revela na paixão visceral em profundo sal
Banha a areia olha a lua se entrega virando cristal.

O mar traz viagem de fantasia da estrela cadente
É espelho do romance da lua e do sol um confidente
Faz alvoroço  com ciúme se rasga de bela paixão.
Na tríade do Amor o mar, a lua e o sol a doce canção.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





domingo, 1 de fevereiro de 2015

O Caminhar da Noite...


O Caminhar da Noite...


Pensei na delicadeza da noite caminhando...
No relógio fazendo música nas subidas e descidas dos ponteiros, marcando compasso nos tempos férteis ou secos.

Pensei na noite se movendo...
Eu passeando entre os pontos e as vírgulas do silencio...
Nas imagens surreais, na bagagem colorida lembrando um parque de diversões.

Pensei na noite vestindo se de primavera...
Pensei no ontem e no tempo quando as flores sonhavam,com o futuro das folhas de arroz colorindo as horas.

Pensei na noite divagando...
Um relógio com os ponteiros vigiando a lua deslizando.
As horas lembrando as letras se unindo...
As frases começam, terminam e voltam como plantações de papiros.
Os papiros são enrolados no tempo com a cor do sol, depois são amarrados nas fitas noturnas.

A delicadeza da noite chegando...
É um perfume que vai se alastrando nos canteiros bem feitos, com o vento fazendo seu movimento.
Nada é tão suave como a noite chegando...
Lembra os solos de um piano ao longe, o ritmo contado, como água pingando suave.
Suave, assim também vou me deitando na minha alma, como a noite chegando com seu caminhar delicado.
Enfim, a quietude em mim.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®