Seguidores

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

No Lamento de um Tango



No Lamento de um Tango



No lamento de um tango me fiz silhueta curvilínea
Nas tuas mãos entreguei a minha cintura fina.
Esqueci os meus pés de silêncios quando te encontrei,
O teu olhar dançando com o meu nas estrelas enlevei.



No lamento das notas um segredo flamenco murmurei.
No compasso de andaluz um beijo na cor rubi depositei,
Na tua boca a musica do bom tango o melhor juramento...
Nos dois em posturas intrincadas deslizando no firmamento.



E quando a madrugada chegou eu e você éramos calor...
Deixando a marca dos passos largos no céu promete,
O luar nos concede um giro luz com o infinito ardor.



E na harmonia do tango vivemos a coreografia...
Soubemos que no céu também a saudade se escreve,
O nosso amor de juras compondo, brilhando em sintonia.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.