Seguidores

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Em Linhas e Papel


Em Linhas e Papel



O meu olhar desliza na folha branca que tenho nas mãos,

A tua boca vem imprimida como trama de uma canção.

Já não olho a imensidão do teu olhar , só vejo teus lábios

Em ângulo ilusionário anseios meus de renascer em ensaios.





O meu corpo se transmuta em linhas na folha do teu papel,

Fico figurativa entre os riscos, meus espaços vazios em bisel.

Deito na tua superfície, alongo-me nos sonhos da fascinação...

Escuto o teu suspiro vegetal, fiel dou o segredo da criação.





Sinto o teu tremor e da tua boca sons bravios como o mar,

Audaciosa em nanquim delicias nos teus lábios a desbravar.

Figura em ti a impressão das minhas mãos no teu vergel...





O agora é como o vento e no improviso rouba o momento,

As linhas se transmutam nos meus lábios antes do lamento

Te beijo ,sinto acontecermos em Amor, unidos em linhas e papel...



Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário: