Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2015

Saudade e o Amor


Saudade e o Amor


Ouvindo a tua voz.
 Que carrega nos braços da noite
Escorregando delicias, suaves...
A efêmera sensação
Da passagem livre fluindo nas mãos
 Transmuta-se sem ao menos piscar
 Um tempo lá, outro tempo aqui
Nos dois, comigo a  saudade ...

A saudade não deixa caminhos 

Não deixa nada... 
Vai levando feito uma enxurrada
 Os dias e as noites, de amor ... 
A saudade vai espargindo perfumes
Mirras dos dias findos, aromas especiais dos dias idos...

Um galope desenfreado nas campinas

Cobertas de tantas letras espalhadas
 A saudade formando violetas desordenadas,
 Nas campinas da minha alma a lembrança
Repleta de amor que por ti não se finda....


Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





domingo, 2 de agosto de 2015

A Águia

 
 
 
 

A Águia
Desceu do seu voo amortecida
Abriu a guarda com sua asa ferida
Descobriu logo o ato descuidado
Percebeu ser o alvo frágil, cansado.
 
Olhos da luz solar na escuridão
Amplia a percepção além da ilusão
Ser fraco é andar em água fervente
No clamor da terra a dor é latente.
 
Esconde sua ferida sob a asa
Recolhe suas dores em brasa
O grito da alma, o fogo lacrando
Além dos limites, foca, sai voando...
 
Voa alto e transcende em cristal
No alto penhasco   cria seu portal
De lá olha a terra e o  sol enfim
O despertar puro de voar para mim.
 
Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®