Seguidores

domingo, 1 de fevereiro de 2015

O Caminhar da Noite...


O Caminhar da Noite...


Pensei na delicadeza da noite caminhando...
No relógio fazendo música nas subidas e descidas dos ponteiros, marcando compasso nos tempos férteis ou secos.

Pensei na noite se movendo...
Eu passeando entre os pontos e as vírgulas do silencio...
Nas imagens surreais, na bagagem colorida lembrando um parque de diversões.

Pensei na noite vestindo se de primavera...
Pensei no ontem e no tempo quando as flores sonhavam,com o futuro das folhas de arroz colorindo as horas.

Pensei na noite divagando...
Um relógio com os ponteiros vigiando a lua deslizando.
As horas lembrando as letras se unindo...
As frases começam, terminam e voltam como plantações de papiros.
Os papiros são enrolados no tempo com a cor do sol, depois são amarrados nas fitas noturnas.

A delicadeza da noite chegando...
É um perfume que vai se alastrando nos canteiros bem feitos, com o vento fazendo seu movimento.
Nada é tão suave como a noite chegando...
Lembra os solos de um piano ao longe, o ritmo contado, como água pingando suave.
Suave, assim também vou me deitando na minha alma, como a noite chegando com seu caminhar delicado.
Enfim, a quietude em mim.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.