No Anil da Poesia



No Anil da Poesia

A lira aquece a alma do Poeta
Que Psique em um canto suspirou
Seu amor incomparável a Orfeu.
As estrelas deslocam ilusões
Os versos iluminam a terra
Na pauta os amantes declaram paixões.
Um aroma na folha perdura
A emoção delicada do abandono
Royal mundo dos belos acalantos.
Ah!Poeta dos versos que mais li,
Da ilusão febril das belas estrofes,
Infindáveis dádivas cantadas
Nas horas enluaradas ou ensolaradas...
Rege o sol e a lua teu o olhar Poeta!
No anil da Poesia tua alma é luz que flutua...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®







Comentários

Postagens mais Visitadas

O céu é de algodão doce.

Aves Místicas I - A Caçada

Sutil Feitiço

O Espantalho

Poema musicalizado "Eu Escrevo"

Um perfume de lavanda e um sorriso glacê