Flores de Talismã

 
 
Flores de Talismã
Olhe as minhas mãos de mel riscadas
Fios da lembrança uma aurora sem véu
Refletindo minha alma azul cor do céu
O verde nos olhos são águas energizadas.

As minhas mãos acariciam o tom celeste
Acolhem a chuva saudando a videira
Colando no seio as bênçãos vindouras
Como o vinho consagrado do noroeste.

Os meus olhos tocam tua alma viajante
Como asas das matriarcas zelam a vida
Serena assim estou eu em tua estesia.

Nos lábios um batom rosicler balbuciante
Com sabor ensolarado de doces romãs
Um beijo no horizonte, flores de talismã.
Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®
 
 
 
 

 



Comentários

Postagens mais Visitadas

Poema musicalizado "Eu Escrevo"

Plataforma Dourada

Aves Místicas I - A Caçada