Seguidores

sábado, 9 de novembro de 2013

Ainda...

 
Ainda... 
 
Ainda que o tempo passe,
as estações mudem
e a saudade aperte...
Ainda que os dias e as noites
sejam algemados no cotidiano
dilacerando desejos...
Ainda que não tenha confissões
e nem juras...
Na voz dos versos
o som das harpas fluirá
movendo o ar da criação,
Na alma será chuva de estrelas
gestando a inspiração da vida.
Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®
 


2 comentários:

  1. Adorei esse teu poema!!Belo, belo!!
    A poéitca canta e teu coração!
    Bravissimo!
    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
  2. parece uma promessa.
    que assim seja.
    bom domingo.
    beijo

    :)

    ResponderExcluir

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.