Seguidores

sábado, 13 de julho de 2013

Pura Intimidade

Pura Intimidade

Do nada emergi na superfície da emoção
Como as flores são as sutilezas na criação
Evolui nas minhas fases em clara unidade
Recriei-me como aurora pura intimidade...

Os tempos ainda marcam minhas mãos
O universo registra o todo do meu coração
Tal qual ânfora de água verdade esplendor
 Descubro-me em um lago pleno de Amor.


A voz interna traz um recital de inquietude
Estrelas decifram as sensações na infinitude
Harmonizo-me na palavra gestante da ventura.

O encanto do silencio é inabalável, fecundo,
Solitário e febril, como um luar apaixonado.
Silente um beijo anoitece-me em ternura...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®


2 comentários:

  1. Parabéns Marli, a poesia trazido do teu intimo é maravilhosa.
    Há encantos que exuberam em imagens poéticas e os sentimentos moram ali.
    Parabéns!!
    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
  2. Olá Vilma querida Poeta gracias pela leitura e comentário gentil
    e maravilhoso da minha humilde poesia.
    É uma honra ter você como leitora grande Poeta!
    um beijo de violetas

    ResponderExcluir

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.