Pura Intimidade

Pura Intimidade

Do nada emergi na superfície da emoção
Como as flores são as sutilezas na criação
Evolui nas minhas fases em clara unidade
Recriei-me como aurora pura intimidade...

Os tempos ainda marcam minhas mãos
O universo registra o todo do meu coração
Tal qual ânfora de água verdade esplendor
 Descubro-me em um lago pleno de Amor.


A voz interna traz um recital de inquietude
Estrelas decifram as sensações na infinitude
Harmonizo-me na palavra gestante da ventura.

O encanto do silencio é inabalável, fecundo,
Solitário e febril, como um luar apaixonado.
Silente um beijo anoitece-me em ternura...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®


Primeira Audição





Primeira Audição

Eu irei nas ondas da tua voz, em compassos de fartura
Instantes que escapam do relógio nas baladas de ventura.
Caminhos elevam a emoção na arte do solfejo em súplica
Na fala que escapa quando tuas cordas choram em música.


Eu contarei sobre os beijos da madrugada e do céu
Onde a paixão explode estrelas em urgências ao léu
Nos acordes das mãos a tremular qual brisa ansiosa
Carregando composição primeira em cantoria amorosa.


Como traduzir os suspiros tão silenciosos em pedidos
Quando o luar tão explorador adverte em gemidos
Contando os segundos que faltam para ainda amar.


Os desejos se fertilizam afinando um sonho em sintonia
Pairando sensações que me engravidam em harmonia
E me vergam em um solo de violão indescritível a tocar.



Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





Vila de Jasmim