O Rio





O Rio

A aurora dourada chega logo a meio fio
Andorinha vem cantando ao belo rio
Tocando em tuas águas vai voando
Sentindo as delicias da vida abraçando.

Nas manhãs de inverno alto solstício
Vai colar o canto no rio em murmúrio
As leves asas em tuas águas no jeito
O coração pulsando deita em teu leito.

A vontade é intensa de ser margem
Sentir tuas águas desafio nas ramagens
Deixa o canto da andorinha na jangada
Ser gemidos e fascínio nas tuas braçadas.

O rio é o sustento da vida, vital na seara.
A poesia viva das águas não se compara
Segue mundo a fora até no mar, vai o rio...
O canto é tão frágil da andorinha –do- rio.


Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®
 


Comentários

  1. Belíssimo poema sobre o "rio"
    Onde "as águas não passam duas vezes sob a a mesma ponte"
    E a beleza se espalha pelo horizonte
    Através do magnífico e excelso trio:
    Marli Franco... Poesia... Encanto!

    Parabéns!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Fernando querido Poeta uma honra receber sua nobre presença
    em meu humilde espaço.
    Agradeço as palavras gentis que incentivam
    este meu caminhar nas letras
    e espero que seja breve o seu regresso.
    Um beijo de violetas e meu carinho

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Mais uma vez venho aqui,
    Sempre com muita alegria
    Pelo talento de Marli…
    Franco em nome e poesia!

    Com carinho, um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando gracias querido Poeta tua presença
      enriquece o meu humilde espaço.
      umbeijo de violetas e meu carinho

      Excluir
  5. Gosto dos seus poemas sempre pinceladas com as cores da natureza.
    Obrigada pela visita. Vou aos poucos retornando.

    Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.

Postagens mais Visitadas

Poema musicalizado "Eu Escrevo"

Plataforma Dourada

Aves Místicas I - A Caçada