Seguidores

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Fotos


Deixo aqui o endereço do meu  blog de Fotos para os amigos visitantes.
A sua presença em meus trabalhos  é sempre uma honra.

( http://marlifrancofotos.blogspot.com.br/ )

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Prêmio Dardos


Com muita honra recebo o Prêmio Dardos da Poeta e amiga Vilma Piva, a quem admiro o acervo poético, o amor a arte literária e pela jornada fantástica do seu trabalho na blogosfera. Vilma é uma mulher de nobre coração na estrada da vida e no caminho da poesia irradiando inspirações e iluminando belas amizades.

Um privilégio ser lembrada pela Poeta que muito admiro e um nobre ser humano .
Gracias querida Poeta e amiga Vilma pelo nobre presente! !!

Convido a todos que conheçam o talento da Poeta Vilma Piva nesse endereço:


"PRÊMIO DARDOS"

 
O Prêmio Dardos, prestigiado e desejado no mundo dos blogs, reconhece o mérito diário a cada blogueiro que com amor e dedicação faz espalhar o seu conhecimento e criatividade, tornando-o disponível para todos na web.

De acordo com as regras devemos:

-exibir a imagem do selo no blog
-colocar o link do blog de quem se recebeu o prêmio
-escolher outros blogues para receber o Selo Prêmio Dardos
-avisar os escolhidos

É muito difícil escolher entre tantos amigos mas... existe uma regrinha, então vamos à listinha.
Sintam-se à vontade para aceitar ou não.



Regina Ragazzi

Elen Lackner

Julio Machado

Sonia Mara Valkovics

Cristiano Marcell





domingo, 14 de outubro de 2012

Lua Nova


Lua Nova



Noite de lua nova envolve corações
Brilha o ouro das tuas inspirações
Os lumes são magias nos papéis
O verão é o calor dos amores fiéis.

No beiral das janelas caem as flores
Os teus desejos em mim são clamores
Na beira da estação fica minha ilusão
O luar guardou de nós dois a emoção.

Quando a noite andou mais depressa
Eu ouvi a voz galante do teu coração
Movendo a palavra viva na minha mão.

Deixei o luar clarear com sua luz excelsa
Os papéis da alma, minha poesia guardada
Que verte na distância a saudade feito florada.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

sábado, 13 de outubro de 2012

Luzes


Luzes

...Passaram os dias ,nuvens voaram ao vento
Quietudes no parapeito das janelas
Contavam o movimento azul do céu
.
Eu só trançava as lembranças do ontem
Via no retrovisor da memória
As luzes das estórias.

 
Os relógios andam sem saber das estórias
Marcam o tempo mas não gravam as palavras
Os dialógos das chegadas
Nem as lágriams da despedida
Não anunciam em suas batidas
O beijo da vitória
Nem o abraço da renúncia.

O tempo não soletra a saudade
Os desejos flamejam no agora
Um mar imenso revigora em um só sorriso
O luar pode ver a lágrima escondida.

 
Se gritar um verso
De amor verdadeiro
No papel a luz escreverá um beijo
Um céu de esperança d’alma...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Tradução feita pelo Poeta Juan Olivas,do Fórun Poesia Pura,a quem agradeço de coração
pelo trabalho que une nossos idiomas em Poesia.

Luces...





...Pasaron los días, nubes volaron al viento
Quietudes en el parapeto de las ventanas
Contaban el movimiento azul del cielo.


Yo sólo traía los recuerdos del ayer
Veía en el retrovisor de la memoria
Las luces de las historias.


Los relojes andan sin saber de las historias
Marcan el tiempo pero no graban las palabras
Los dialógos de las llegadas
Ni las lágrimas de la despedida
No anuncian en sus batidas
El beso de la victoria
Ni el abrazo de la renuncia.

El tiempo no deletrea la añoranza
Los antojos flamean en el ahora
Un mar inmenso revive en sólo una sonrisa
La luz de la luna puede ver la lágrima escondida.



Si gritar un verso
De amor verdadero
En el papel la luz escribirá un beso
Un cielo de esperanza de el alma...

O Arrozal

Rosas em Haikai

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O Meu Silêncio


O Meu  Silêncio

Lilás é a liberdade que me clareia.
Juro o que desejo e como almejo...
Em uma tempestade me torno oásis,
Sou tinta, a cor pura em um lampejo
Assim sou o que sou e de mim versejo.
Ontem e agora minha criação doutrina,
A letra na minha morada é presente divino.

 Silêncio na voz, ainda que a vontade grite...
A harmonia que em mim habita não permite,
Desnecessário gastar energia em vãs sensações
A expressão maculada é como o vazio das paixões.
Não compensa a perturbação na limpidez do âmago
Nada farei então, ao pé do teu devasso amargor
Em tua criação desestabilizada embebida em cicuta.

Que o azeviche que escorre em tua ironia,
Não verta mais na minha veste de noite vazia.
Já que manchou tua camisa nas sílabas de fel,
O teu pecado foi além do além, perdeu-se no papel.
Voltou de onde nunca saiu,
Na tua mão ali se esvaiu.

No final de tudo eu bebi o riso da madrugada...
Na minha taça da liberdade brindei relaxada,
O pensamento no dia seguinte foi um juramento...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Canto de Floração


Canto de Floração

O meu eu vai perambulando o pensamento
O meu mundo de linhas girando só e lento
No papel faço um rabisco de flores e canção
No solo do meu coração vem doce teu violão.

Adorno os cabelos com a orquídea da ilusão
Um desenho na folha reflete a louca paixão
Em teus dedos sou pétalas,o aroma do amor
Teus acordes revelam os gemidos de clamor.

A sintonia nasce como flores de juramento
Dobradas no direito com pontas ao avesso
Perfeitas como dedilhados de aelo travesso.

A essência assim chega no encantamento
Um abraço feliz de outubro em inspiração
Harmonia que se move em canto de floração.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®