Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Boitatá - Folclore

Imagem

Folclore

Imagem

Fernando Pessoa - Admirável da Literatura

Imagem

Jardim do Aedo

Imagem
Jardim do Aedo

Nas luzes da ilusão te encontrei Na hora do sonho em meu coração Tuas mãos chegarão como talismãs Na noite tecelã dos afagos aveludados.

Um tapete na parede traz o mar Agitando o verbo amar, brancas sombras... A tua voz é o brado de um guerreiro, Um mergulho no desfiladeiro teu beijo...

Captura-me nos jardins do aedo O nosso enredo vai voando nas linhas, O vento arrastando bem perto das estrelas Que ao lê-las se ilumina o meu coração.

Afinal, o meu amor ao te encontrar Foi como redirecionar a existência No papel da vida um novo rumo. Um amor tão intenso, um doce ideal.

Quando cheguei ao palácio de griséu... Deixei os véus da sensatez nas profundezas. Fui resgatada em desafio nos teus braços, Ondulei como sereia quebrando o meu silêncio...
Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®













J.G.de Araujo Jorge - Admirável da Literatura

Imagem
A escolha do Poeta


Escolher um poeta é como receber uma chave do aprendizado além das lições normais. São aulas de sentimentos, emoções que estão escondidas em nossos corações esperando a amplitude dos nossos universos. Um Poeta é como uma estrela brilhando em nossa volta, para iluminar a visão interna como um farol nos horizontes da criação. E para fazer esta escolha a identificação é a chave que abre o acervo de tantos talentos que honram a literatura universal .

A minha chave abriu o acervo de um Poeta da minha terra, o

Príncipe dos Poetas , José Guilherme de Araujo Jorge
Exortação

Sonha, poeta!... O sonho é o entorpecente, o mais sublime tóxico do mundo, a morfina ideal do teu viver... -sonha um sonho infinito, azul, profundo, indefinidamente, e esquece a vida que tu tens presente pela vida maior que há no teu Ser!

Esquece tudo, o próprio mundo esquece, e esquece a tua vida, porque a tua vida vale mais se a souberes fazer grande e cada vez maior na tua exortação... Se o teu destin…

Cora Coralina - Admirável da Literatura

Imagem

Sol de Inverno

Imagem
Sol de Inverno
Na janela entra o sol que tanto quero só uma fresta, suficiente vem me aquecer neste inverno tão pálido e belo.
O gelo que não se pode ver, o frio parece folhas brancas, não fala apenas nos faz deparar com a intensidade da estação.
O sol brinca na parede fazendo tiras, como linhas não escritas, tão infinitas... Linhas pedindo sonhos, pedindo palavras, suplicando estórias quentes, fogueiras de amores, chocolate que lembram ilusões passageiras.
As minhas mãos cobrem as tiras, meus dedos se aquecem... Uma forma vaga no vazio entre eles dedilha uma canção que escuto no meio do nada, fala de amor talvez como o sol. Na fresta o sol parece um abraço devolvendo os raios da minha alegria.
Descubro, sou um sorriso e brinco de aquecer, como o sol nesta fresta que me rodeia em festa.
Um junho se foi um julho que vem, o inverno segue assim festejando a estação como ninguém.
Marli Franco Direitos Autorais Reservados®

Esquinas da Caligrafia

Imagem
Esquinas da Caligrafia
As palavras lembram minhas mãos em um passeio, sem alarde na vida. Se gritar as sílabas me cobre, se choro as frases me consolam, mas quando sorrio fico como um sol que me aquece por completa em essência poética.
Os versos lembram dedos voando nos lugares iluminados horas perfeitas, o cheiro de madressilvas e a força dos ventos, a magia da inspiração.
As palavras são como canções, imagens que vão e voltam nas mãos... Linhas amareladas do passado; amor brincando na primavera, folhas brancas traduzindo esquinas da caligrafia.
Enfim o aconchego da emoção sorrindo para o coração...
Marli Franco Direitos Autorais Reservados®





Som da Paixão

Imagem
Som da Paixão
Existe uma canção que enlouquece e invade... A canção que lidera e liberta, lírica tempestade. Na partitura explode corpos ao tom da emoção, Pautas que sustentam pedidos no som da paixão.
Existe o meu momento, esconderijo da liberdade. Dispo-me das horas, jardim além da realidade, Deixo minh’alma na esperança para tocar na tua, Esta canção que flama nossa perdição tão nua.
Desliza o teu olhar nas cordas, recordes Minha boca e tua boca, tempos de acordes Nas tuas mãos sou clave de fá a te encantar.
A hora se esvai como o prana do amanhecer... Eu vou e venho numa canção ao anoitecer Com inspiração, eu e você, o coração canta.
Marli Franco Direitos Autorais Reservados®
Tradução feita pela Poeta Marcela Velez , do Fórun Cultural  Amigos de la Poesia, a quem agradeço de coração pelo trabalho que une nossos idiomas em Poesia.


SONIDO DE LA PASIÓN

Hay una canción que se vuelve loco y se rompe ... La canción que lleva y la tormenta libre, lírica. Cuerpos en una veintena de explosiones de tono de emoc…

Aves - Harpia voando em Haikai

Imagem

Teu Sabor

Imagem
Teu sabor

Colori o meu corpo poético e o meu beijo Nas linhas um risco o enlevo que assim vejo O teu e o meu desejo entrelaçado, contagia Sensação de um amor rosecler que inebria.

No carmim do teu sonhar estou a te encantar Com os lábios de cereja e voz doce a te atiçar Em teus braços vou enrolar os fios da procela No teu corpo sou tela, sou noite em aquarela.

Ao versejar senti a luz da estesia, tua porfia Com os beijos teus um a um colori minha grafia Rendi meus quereres na tua boca em clamor.

Se ficar louca nem te conto este doce conto Escondo o meu e o teu céu no contraponto Enquanto colorida ainda estou com o teu sabor.
Marli Franco Direitos Autorais Reservados®



Aves - Mineirinho voando em Haikai

Imagem