Seguidores

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sabor de Perdição


Sabor de Perdição

 
Sou tua poesia menina e não te maldigo
Teu castigo e tua benção assim bendigo
Tua amada caricia tua fantasia amante
Sou teu amor e tua malvadeza provocante.

Sou tua rima bem me quer e mal me quer
Tua rosa carmim e teu céu de espinho
O teu desejo e o teu fogaréu de ciúmes
Mas sou tua ensolarada ou na madrugada.

Pouso na tua boca o sabor dos lábios meus
A língua presa de fome, versos, dos lábios teus
Oh Poeta!Pertencer-te é minha louca perdição...

Teu simples beijo,inspira, incendeia os meus eus.
O teu soneto cravado no coração, meu camafeu
O teu verso é fonte ativa, luz multicor da inspiração.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.