Cítara da Aurora

Cítara da Aurora

 
A nova inspiração acorda o verbo na canção
Movimenta as ondas e o alaúde do coração
Suaviza os dias e as noites, fim da aridez,
Faz o deserto a dança da areia na fluidez.

A nova inspiração ouve a cítara da aurora
Repara no dourado que envolve o alabastro
Veja que o parnaso levita em novo agouro
O pergaminho é no agora no tempo vindouro.

Eleva a voz secreta, um quê de rosa no céu
Surge um prelúdio, miragem além do véu
Sílabas violáceas caem no passeio da poesia.

O Amor desperta para passar livre nas almas
A voz das rimas um veiculo precioso de calma
Resplandece bardos da nova era, liberta a epopéia.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®







Comentários

  1. Lindissima poesia com todo lirismo de tua alma poeta! Parabéns pelos belos versos e imagem! Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha, Marli!
    Como disse a Vilma, poesia cheia de lirismo.
    Adorei!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.

Postagens mais Visitadas

O céu é de algodão doce.

Aves Místicas I - A Caçada

Sutil Feitiço

O Espantalho

Poema musicalizado "Eu Escrevo"

Um perfume de lavanda e um sorriso glacê