Uma vez mais...

Uma vez mais...

A aurora despertou-me com teus beijos de querências

Não era sonho... Nem era realidade... Apenas momento .

Um segundo sem ser marcado na agenda das ausências.

Uma fresta no percurso análogo das linhas do alento.



O meu ser sem previa estava lânguido em nostalgias

Quando teus olhos de topázio reapareceram como um farol

Em um tempo do universo fui guiada a dar- te as boas vindas...

Não houve sons, mas gemidos no armazenado silencio do sol.



Os lençóis se tornaram seda, teu corpo na minha carência

O mundo ficou azul, não mais pés no chão, só o presente flutuando

A eternidade fez a cerimônia e nós as emoções, sem angústias

Um ato de luzes, a entrega, eu e você no amor vibrando...



O tempo parou... O segundo mudou e o sol permitiu...

Outra vez as vozes mudas, inesquecíveis a sussurrarem as juras

Os carinhos nossos cataclismos, dentro do silencio restituiu...

Uma vez mais, nos amamos, a essência da vida nas nossas horas...

Marli Franco

Direitos Autorais Reservados®




Tradução feita pelo querido Poeta Iben Xavier
a quem agradeço este presente que guardo como jóia preciosa.



Una vez más

La aurora me despertó con tus besos de querencias

No era sueño... Ni era realidad... Sólo momento.

Un segundo sin ser marcado en la agenda de las ausencias.

Una rendija en el recorrido análogo de las líneas del aliento.



Mi ser sin preverlo estaba lánguido en nostalgias

Cuando tus ojos de topacio reaparecieron como un farol

En un tiempo del universo fui guiada a darte la bienvenida...

No hubo sonidos, mas gemidos en el almacenado silencio del sol.



Las sábanas se volvieron seda, tu cuerpo en mi carencia

El mundo quedó azul, no más pies en el suelo, sólo el presente a flote

La eternidad hizo la ceremonia y nosotros las emociones, sin angustias

Un acto de luces, la entrega, tu y yo en el amor vibrando...



El tiempo paró... El segundo cambió y el sol permitió...

Otra vez las voces mudas, inolvidables a susurraren los pactos

Los cariños nuestros cataclismos, dentro del silencio restituyó...

Una vez más, nos amamos, la esencia de la vida en nuestras horas.



Comentários

Postagens mais Visitadas

Sutil Feitiço

O céu é de algodão doce.

Poema musicalizado "Eu Escrevo"

Tarde Poética

Asas

Perfume de Poesia