Seguidores

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Fronteiras do Amor


Fronteiras do amor 



As tuas mãos de ilusão de vidro

Um desejo que aquece como o sol .

Almejo-te com a razão da tela

Nas coloridas essências diluídas.

Observo-te nas horas vagas,

As tuas mãos de mestre, beijos de alegrias.

Onde os meus vitrais de nostalgia,

Se fundem nos lumes do presente

Carregando-me na palma das tuas mãos,

Fazendo-me sentir a vibração.

Olha-me através da nudez,

A silueta do meu templo de cristais.

Minhas ilusões detectam

As marcas das tuas mãos elas são verbos,

Conjugados na minha cintura

Nos embalos dos teus abraços.

Sei que vago descalça sobre teu peito...

Um amor não foge da eternidade,

Eu sigo nas linhas deste dom.

Quando teu olhar instiga o meu,

Ao te olhar de frente, vejo o reflexo

Só então acredito nos corpos no espelho,

A minha entrega plena ao teu desejo

Para um prazer inigualável,

Os meus gemidos são tão teus nesta hora...

Quanto teus pedidos são meus...

Para te atender nas fronteiras do amor...

Marli Franco

Direitos Autorais Reservados®



Tema recomendado

No foro Revista Alaire

Tradução feita pelo Poeta Iben Xavier Lorenzana a quem agradeço com todo carinho por este trabalho que nos aproxima na compreensão dos nossos idiomas.


Fronteras del Amor...



Tus manos de ilusión de vidrio

Un deseo que calienta como el sol .

te anhelaba con la razón del lienzo

En las coloreadas esencias diluidas.

Te observo en las horas muertas,

Tus manos de maestro, besos de alegrías.

Donde mis vitrales de nostalgia,

Se funden en las lumbres del presente

Cargándome en palma de tus manos,

Haciéndome sentir la vibración.

Mírame a través de la desnudez,

La silueta de mi templo de cristales.

Mis ilusiones detectan

Las marcas de tus manos ellas son verbos,

Conjugados en mi cintura

En los balanceos de tus abrazos.

Sé que vago descalza sobre tu pecho...

Un amor no huye de la eternidad,

Yo sigo en las líneas de este don.

Cuando tu mirar instiga el mío,

Al verte de frente, veo el reflejo

Sólo entonces creo en los cuerpos en el espejo,

Mi entrega plena a tu deseo

Para un placer inigualable,

Mis gemidos son tan tuyos en esta hora...

Cuánto tus pedidos son míos...

Para atenderte en las fronteras del amor...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.