Seguidores

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Nua Voz da Noite









Nua Voz da Noite

 
O encontro apocalíptico da paixão precipita-se do abismo e surge na minha superfície em letra sensual.
A voz da ventura movimenta o tempo e na escrita se faz melodia na inesquecível sentença,que absurdamente desliza, redigindo a consumação em linhas de emoções.
Ao espaldar a imagem real que invade a minha mente, uma ousadia da perfeição...
Um homem , nu das sílabas e sem nada para esconder do olhar quântico,nem o belo sorriso do original pecado...
Um homem de amor que me explora num olhar de puro deleite...
Inexplicavelmente ainda me faz corar ...
O homem audaz que despe as minhas vestes brancas ,alcança a nudez dos meus seios , do ventre e detém-se no ápice do meu equilíbrio.
Descobre-me, conhecedor de tudo em mim, apenas para apreciar a reação que traduz os meus lábios...
Sorri e me faz sorrir, me entrega o elixir enquanto eu cedo a taça da luxúria.
Quebra o silêncio ,o meu desejo e o êxtase que o consome em um gozo...
Além da magia se refaz e depois pede mais , antes que a noite termine...
Enfim o céu volta ao tom natural do cobalto, enquanto o carmim em mim se esconde novamente.
O meu eu se veste de sedas, enquanto teu corpo de Apolo e teu coração de homem evita em dizer adeus.
No final um beijo sela a nua voz da noite.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®.

Um comentário:

  1. Despida no vazio/ cheia de graça/ concebida Poesia. Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.