A Estese



A Estese


Quando o céu fica mais azul , as nuvens em cirandas encantam..
O mar silencia movimentos, boiando sonhos em maresias circulam.
Um jardim azulado na boca do pensamento traz o Mecenas no ádito.
Deposita em meus lábios a gota de orvalho que escorre no ato erudito...


Quando o perfume secular da vida é armazenado na casta ânfora,
Um sonho de fantasia traz um unicórnio para inspirar a estese da Aurora.
Um perfume de madressilvas se solta no ar a coordenar clarões do solar,
A menção do Amor faz fractais se unirem em um brilho cintilante do olhar.


Então é a hora de sair do círculo das densas brumas com pausas mansas.
Receber o calor do sol e deixar o espírito da fênix ressurgir das andanças.
Em intensa luz do alvorecer ,se entregar livre ao cosmo mais uma vez...


E assim na ventura maior ver a orquestra do dia nascer no mirante.
Deixar o céu com todo seu azul banhar-me de Amor em onda sonante.
Esperar você chegar e na saudade intensa te receber, uma vez mais...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®












Comentários

  1. Marli, você esta de parabéns por este super blog.
    Desejo seucesso e paz!

    Cesar Moura

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.

Postagens mais Visitadas

Sutil Feitiço

O céu é de algodão doce.

Tarde Poética

Asas

Perfume de Poesia

O Espantalho

Um perfume de lavanda e um sorriso glacê