Seguidores

sábado, 16 de outubro de 2010

Ensaio de uma Fabela-O camelo e a borboleta

Ensaio de uma Fabela-O camelo e a borboleta


Era uma vez um camelo que chorava
Na beirada do oásis, carente se alongava.
Praguejava por uma borboleta ausente
Babava e a corcova ao sol estava pungente.

No oásis o lago a tudo calmo escutava
Silencioso sempre aguçado observava
Tantos anos já a mesma estória contada
Do camelo machista e a borboleta decidida.

Opinar jamais, a peleja entre os dois divergentes.
A borboleta apenas voava sem deixar de ser
O camelo, no entanto pragueja para todos ver.


Se voar era tão belo, mas cá entre nós pensantes...
A delicada, no deserto pouco poderia sobreviver.
No entanto o camelo babava, mas no deserto podia viver...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.