Seguidores

domingo, 31 de outubro de 2010

Diluindo em saudade...


Diluindo em saudade...


As tuas mãos azuis e o fundo da tua canção tão branco quanto o dia lá no alpendre da minha imaginação.
Se as horas tocam no relógio os meus passos correm em tua direção sem perder a direção do nosso amor.Não preciso de mapa para te encontrar pois o céu possui estrelas e lá basta eu olhar para ver teus olhos a me guiar.
O dia e a noite possuem minutos e segundos eu tenho o meu amor na cadencia de cada tempo . Vejo o compasso da nossa melodia , soa como um acorde deslizando na avenida que nos liga ainda que eu esteja do outro lado da guia te vejo , teus lábios a me sorrir e teus olhos teus olhos sempre a me guiar neste mundo do real e no lado do surreal.
Vejo as minhas mãos tão azuis como as tuas , no teu rosto a minha e a tua dentro do meu coração fazendo marcas da noite na minha emoção.
É a saudade calando-me na noite adentro, como um urso vai me envolvendo em um abraço de Orfeu, depois quando ela noite da têmpera vai diluindo-se na madrugada tal qual acrílica se movimenta na água eu vou me diluindo em lágrimas de saudade quando chega o sol cantando a canção da aurora.
Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.