Seguidores

domingo, 19 de setembro de 2010

Teclado de Vidro



Teclado de Vidro

Em meu teclado de vidro cai pedras do céu assinalando meu ser.
A descobrir mais uma vez o meu caminho com passos certos,
A minha escrita pede o sopro da luz e encontra o sol do Amor.
A minha natureza decide, se render a luz que existe na natureza.


Onde os pássaros pedem passagem e cantam hinos de graças.
A deusa terra , o planeta que nos chama rendendo tantas fontes:
Abrigo , sacia nossa fome , nossa sede e ainda dá o sal da beleza.
As águas estagnadas do ser humano ,precisam das virtudes esquecidas.


Não olho só a terra , vejo a lua e o sol, o mar e o vento e as flores.
A voz do planeta que pede socorro , arrumar a casa cuidar das dores.
Lavar a alma , modificar a conduta dar o bem ao mundo para ter a casa.


Perdão aos céticos , aos cientistas e aos iluminados que aqui gravitam.
A minha voz é baixa quase um sussurro de avisos sem promessas,
Lembrar o bem , fazer o bem só assim veremos a luz do Amor .

O ser humano será luz e razão na nova programação.
E a luz será palavra da força que emana sem se quedar...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.