Seguidores

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Nova Simetria

Nova Simetria

No limiar a montanha de gelo , eu e o espírito da águia
Uma configuração toca a renovação, as nuvens da aleluia.
Com um passo,depois outro , um deslize e um vôo ideal
A bússola sem norte,perfeita para minha aurora boreal.

Olho a montanha que me leva e lava em brancura
A águia livre vejo me guiar, revigora em plena altura.
Eu vou movendo formas acerto os eixos do compasso,
Repetidas vezes,a tríade acerta o silêncio e o passo.

Quando a montanha branca se desfaz ouço a voz do gelo,
Águia busca abrigo no penhasco um grito vem do desgelo.
Enquanto eu fico a olhar o caminho marcado de calcário,
Vasto é o cosmo nos movimentos do horário no cenário.

Olhar a montanha de gelo tão clara traz a racionalidade,
O vôo da águia traz a harmonia perfeita da liberdade.
Eu encontro o meu ser serenidade que completa em mim,
Dou novos passos nova simetria a guia no horizonte sem fim...

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®



3 comentários:

  1. A bússola sem norte, perfeita para minha aurora boreal aí sim o negão aqui viaja!

    ResponderExcluir
  2. Marli, achei muito expressivo esse poema; escreves com propriedade invejável! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga, novembro chegou trazendo presentes pra você.
    Espero que goste. Vá buscar no meu blog e traga-o para seu lindo espaço. Beijos!

    ResponderExcluir

Agradeço a visita!
A sua presença e comentário são um privilégio precioso.
Volte sempre é uma honra te receber em meu humilde espaço.
Um beijo de violetas.