Minas de Grafite


Minas de Grafite

O teu olhar metálico nos meus limites
O teu grito no vigor sobre as lanternas
Garimpa energias guardiãs nas minhas terras
Fascinação reina nas minas dos grafites.

Veja a têmpera das sensações, as planícies...
No fundo do sonho espelha o toque é ousadia
Nas mãos a prata das carícias na estadia
Viajo no ouro do prazer, o céu tem ciúmes...

Um arco de gemidos na madrugada
Abraço sensual vibra a emoção cultuada
Na curva da noite um beijo de exploração.

Luz e sombra insinuam tua boca de falas
A galeria e o diamante essências mescladas
Confinada a querência da mineração.

Marli Franco
Direitos Autorais Reservados®





Comentários

Postagens mais Visitadas

O céu é de algodão doce.

Sutil Feitiço

Tarde Poética

Asas

Perfume de Poesia

O Espantalho

Um perfume de lavanda e um sorriso glacê